Pesquisar neste blogue

terça-feira, 17 de abril de 2012

Crónica do Jogo Luso Morense 2 x 2 Cabrela

No passado domingo dia 15 de Abril a equipa do Luso recebeu o vice líder do campeonato equipa do Cabrela. O objectivo passava sobretudo por tentar deixar uma boa imagem tendo em conta todas as dificuldades que se registavam para este jogo. Tendo em conta a ausência por castigo de Eddy e Fábio Coentrão, Mister Medeiros fez alinhar: Armando, Pacha, Carlão, Pinto, Estrela (Cap.), João Nuno, Lícinio, Pécurto, João Pereira, Beto (Luis) e Nuno Silva. Suplentes: Alcindo e Luis. A equipa do Luso entrou bem no jogo apesar de todas as contrariedades que dificultavam e de que maneira a tarefa de vencer a equipa de Cabrela que está a realizar um campeonato de grande nível. A equipa do Luso chegou ainda antes do intervalo chegou ao golo por intermédio de Beto após cruzamento, e por Pécurto que de livre directo fez um grande golo. Na segunda parte o vento que se fez registar prejudicou e de que maneira a equipa do Luso que sem soluções no banco não poderia mudar o que quer que fosse. A equipa entregou-se com muito querer e muita vontade mas contudo acabaria por sofrer o 2-1 e em cima do final do jogo acabou mesmo por sofrer o empate que castiga a entrega de uma equipa que tudo fez para vencer.

Nota para a equipa de Arbitragem: Começa a tornar-se “cliché” falar das equipas de arbitragens da AFE, que salvo exceções, são de muito baixa qualidade.

Nota para a equipa do Cabrela: Uma equipa jovem com bons valores que vai subir de divisão!

Nota para a equipa do Mora: Armando esteve bem falhando apenas no lance do golo, Pacha exibiu-se a bom nível e subiu bem no terreno. Carlão e Pinto fecharam bem a zona central apesar da ausência de Eddy. Estrela ao bom nível habitual. João Nuno e Licinio bem na luta intermédia, Pecurto (1 golo e 1 assistência) e João Pereira foram os desiquilibradores de serviço e conduziram várias jogadas de perigo. Nuno Silva também muito bem na entrega ao jogo. O destaque vai para Beto que apesar de não estar nas mínimas condições físicas (lesão no joelho contraída no jogo contra o Brotas) correu, lutou, marcou um golo e fez talvez o melhor jogo ao serviço do Mora esta época, foi um exemplo de querer e vontade! Fora do campo também se pode ter uma grande atitude, exemplo disso é Alcindo (Guarda-Redes) que se equipou como jogador de campo caso fosse necessária a sua entrada e fê-lo com toda a boa vontade que tanto o caracteriza! Luís ainda não está nas melhores condições mas disponibilizou-se para vir ajudar a equipa onde as soluções são mais que escassas.

1 comentário:

  1. Os meus parabéns ao Beto...é um grande jogador e faz a diferença sempre que entra em campo. Mesmo lesionado orgulhou a camisola do Mora e é um exemplo a seguir para os jogadores mais novos.

    ResponderEliminar